sábado, 16 de novembro de 2013

No choro do bebê somos igualados.

Alto ou baixo...
Branco ou negro...
Gordo ou magro...
Mulher ou homem..
Rico ou pobre...
Feio ou bonito....Não importa
todos são indistinguíveis pelo choro quando crianças.

Simples assim.