sábado, 28 de dezembro de 2013

A lua atrevida mingua!

Hei lua que atrevida,abusada,  mingua com a esperança letárgica de que na semi escuridão nos encerra para num outro tempo ressurgir nova, brilhante, no entanto misteriosa escondendo as suas faces, mas já renovando os anseios e as luzes que se julgavam apagadas...


Simples assim.