sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Amizade é partilha, é alegria, é confiança.

Hoje caminhando com o meu amigo Reginaldo Luciano, fiquei encantada com as reminiscências dele. A todo instante, entre uma prosa e outra, voltávamos a um passado que hoje o visitava e nos transportava para algum lugar mágico das Minas Gerais onde ele e os irmãos passavam as férias.

Enquanto ele recordava eu embarcava no mesmo trem onde a família permanecia por 08 horas até chegar ao seu destino. Os pais iam sentado num banco com um dos meninos no colo e ele, deitado nos pés destes, dormindo e achando o máximo. Que delícia!

As duas avós moravam próximas, uma no centro da vila e a outra num sítio onde eles preferiam, mesmo contrariando a vó Cornélia, ficar. Era lá que eles se encontravam com os filhos de um vizinho que era muito 'carrancudo', 'bravo' com a 'cara fechada', mas que vez ou outra dava algo para agradá-los quando estes brincavam juntos as brincadeiras próprias daquele tempo quando a tecnologia ainda 'dormia' placidamente no intelecto dos seus idealizadores, ficando à espera do encantamento que produziria naquele menininho pequenininho que hoje a domina.

Uma das diversões deles era ficar sentadinhos contando os carros que passavam na Rio-Bahia. Já imaginou? Ah eu estava lá com eles no meu imaginário.

Ainda não sei porque essa saudade te visitou hoje meu querido amigo Luciano, só sei que adorei a viagem, gostei muito das suas avós, caminhei pelo quintal delas e discordei da quantidade de carros que vocês contaram.

Não sei se acertei os nomes, os lugares, os tempos, se misturei histórias, só sei que adorei ouví-lo.

Amizade é isso, é partilha, é alegria, é confiança, é entrar na história do outro em qualquer tempo em qualquer lugar.

Obrigada meu querido.

Simples assim.