terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Há resposta no silêncio.

Então fica assim, melhor fazer e passar por algum constrangimento do que mergulhar no lamento da indecisão,  porque mesmo no silêncio absurdo e inquietante existe uma resposta.

Simples assim.