domingo, 18 de maio de 2014

Amor de pai, de mãe, de filho...amor é amor.

A vida é assim, estou na casa dos meus pais prestando consultoria 'asmítica' para meu pai acometido de uma gripe forte. Muito legal, lógico, guardadas as devidas proporções! Estou ensinando-o a usar o nebulizador que a minha mãe preparou "pacientemente' para ele ,kkkkk....coisas de casal que jura "na alegria, na tristeza, na saúde e na doença" e ainda gera filhos que ficam dando pitaco kkkk.
Nessas horas louvo a Deus que em tudo nos ensina que nada é em vão e que se soubermos entender o seu fazer em algum momento encontraremos a resposta do "Por que comigo?" e o 'para que' surge diante de nós enaltecendo a sua misericórdia

.
Vida cotidiana que adooooro.


Mais chato do que adoecer é a alegria de saber que se é bem cuidado e muito amado, isso deixa tudo mais leve, mais fácil e a melhora aparece muito mais rápida do que o previsto.


Cuidar é praticar o amor, é orar o amor.

Simples assim.