sexta-feira, 30 de maio de 2014

Estou e estarei sempre aqui. Simples assim.

E assim seguimos errando e acertando e como cantam "nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mais aprendendo a jogar". Para falar a verdade não gosto muito desse negócio de jogo e tento, na medida do possível, não jogar, no entanto percebo que às vezes as pessoas fazem questão de colocarem a vida dessa maneira e julgam quem não compete ausências e presenças.

Se compareço ou não compareço, se aceito ou não aceito sinto-me julgada e medida no amor que sinto. Não façam isso, sou mais do que uma presença, sou constante, sou raiz, sou frondosa, sou ampla, sou fiel, sou parceira, sou presença nas ausências, sou firme, sou roteiro, sou norte, às vezes sul apontando para o nordeste olhando para o oeste sempre vislumbrando fronteiras a serem desvendadas.

Se não compareço, aqui estou com colo quente, ombro largo, voz aveludada, olhos ternos e acolhedores sempre pronta para acolher. Sou pá que junta cacos, sou mosaico que une pedaços colorindo espaços, sou patchwork que costura e enfeita e tece e acolhe e esquenta e enfeita.

Sou riqueza na pobreza de sentimentos, sou o lenço que seca a lágrima, sou abraço para o corpo frágil que se sacoleja todo pela força da dor. Aqui estou e estou aqui é só chegar, é só bater, é só empurrar a porta sempre aberta, sou poste, sou alerta, sou farol, sou estrada, sou começo e sou fim. Sou seta, sou céu, sou estrela, sou noite que prepara o dia, sou fé,  sou sua guia, sou sua verdade, sou sua esperança que te mostra a verdadeira esperança, sou amiga e espero a sua volta aconteça ela quando e no tempo que você escolher. Não empobreça o nosso discurso, não minimize o nosso carinho.

Estou aqui, sou árvore, sou raiz, sou terra, sou mãe, sou sua amiga e estou aqui, estou no seu coração e sou assim....

Simples assim.