terça-feira, 10 de junho de 2014

Amigos consagrados pelo Senhor em minha vida.

"A presença física é a mais pobre das presenças" já dizia Padre Léo. Neste tempo da minha vida que venho revisitando pessoas amigas e queridas que já fazem parte da minha vida legitimo essa frase 'curadora' desse amado padre que agora mora no céu.
Tenho me reencontrado com amigas que não via há 10 ou mais anos e por ser uma amizade sempre presente com a magia de almas que se encontram e se reconhecem nem percebemos o tempo passado...fica tudo como se tivesse sido ontem o último encontro vivido com a mesma emoção do primeiro.
Esse é o ganho que a maturidade nos traz, nos empresta, uma certeza calma e linda de que saber que o outro está lá e que você está aqui sempre e em todos os momentos anula a distância e nos torna onipresentes. O importante é considerar que o eterno nos aguarda e que cada vez mais conservar a alegria se faz necessário e urgente tendo em vista que lágrimas foram secadas, barras seguradas e acima de tudo a  cumplicidade é a ponte que reverencia a 'amiga' que persiste e insiste em permanecer em nossas vidas.
Vários parabéns à você transformados em oração silenciosa de louvor ao Pai pelo dom da vida. Várias lágrimas regaram a dor e embargou a voz que ao Pai pelo outro clamou.
Por isso e por tudo sou infinitamente agradecida ao amor que superou as minhas ausências que em momento algum teve a ver com a declaração do eterno que a amizade selou e consolidou.
Abençoada eu sou pelos(as) amigos(as) que o Senhor me consagrou.
Simples assim.

Photo by Regis Araujo