terça-feira, 15 de julho de 2014

"Quem sai aos seus não degenera."


"M.P.
8 de julho 
Posso não entender muita coisa sobre o futebol,mas eu tenho coisas a dizer sobre a Seleção Brasileira.
A partir do primeiro jogo,tudo estava indo muito bem. O sentimento do torcedor para garantir o hexa chegava mais perto a cada jogo ganhado. Porém,nesse dia de hoje tudo mudou! Cada jogador deu o seu melhor. Iam pra cima,destacavam-se..mas infelizmente não foi dessa vez. 
Realmente,foi ridículo uma pequena parte da torcida brasileira vaiar a própria seleção! Antes diziam que tinham orgulho,que eram brasileiros com muito amor..
Muitos criticaram o Fred e,na minha opinião,para o jogador ir bem tanto no campo,quanto consigo mesmo,é a força da torcida! Percebi que quando o mesmo recebia a bola,era vaiado! Coisa que não deveria acontecer. Tudo bem,ele não jogou bem desde o inicio,mas eu tenho certeza absoluta que pelo menos ele tentou dar o seu melhor! 
David Luiz e Julio César são dignos de muito respeito. David sempre humilde,sempre sendo o melhor apenas sendo ele mesmo. Julio que não teve culpa de nada,deu o seu melhor e defendeu muito! Foi pra cima,defendeu em muitos jogos e apesar de qualquer coisa,ele sempre esteve de cabeça erguida. 
Todos os jogadores e,principalmente o Felipão merecem o respeito. Agora é bola pra frente. Vamos conquistar sim esse 3º lugar. Em 2018,a copa será nossa!"

Gente, esse texto é longo e foi postado num tempo onde acreditávamos que ainda seria possível a seleção chegar à final da Copa.
Reproduzo-o aqui pois ele foi escrito por minha sobrinha, que tem só 13 anos. Adorei a clareza, a argumentação e a paixão, fiquei simplesmente encantada!

Paixão de corinthiana que sempre acredita, paixão de menina que se apaixona e defende com garra o ser amado, enfim, paixão a definiu nesse texto.

E por fim, pedindo licença à modéstia termino com uma frase que adoro repetir ....."quem sai aos seus não degenera".

Tenho duas sobrinhas e, graças a Deus, elas sabem argumentar muito bem. Certo?

Valeu bonecas da tia!

É por aí!

Simples assim.