segunda-feira, 29 de maio de 2017

Hoje vou mudar....mudei!


Hoje acordei sedenta de mudanças. Minha alma anda inquieta habitando o universo da ansiedade e preciso canalizar essa energia na busca de uma catarse que a satisfaça e acalme.
Mudança é mudança e não importa muito o que ou o como só é preciso que ela aconteça e apascente o turbilhão provocado pela incerteza de que se haverá sucesso na solução proposta que está sendo gestada.

É preciso colorir a vida e nela distribuir sons que encantam e nos faça dançar!
Mudanças
Vanusa
 
Hoje eu vou mudar
Vasculhar minhas gavetas
Jogar fora sentimentos
E ressentimentos tolos.

Fazer limpeza no armário
Retirar traças e teias
E angústias da minha mente
Parar de sofrer
Por coisas tão pequeninas
Deixar de ser menina
Pra ser mulher!

Hoje eu vou mudar
Por na balança a coragem
Me entregar no que acredito
Pra ser o que sou sem medo.

Dançar e cantar por hábito
E não ter cantos escuros
Pra guardar os meus segredos
Parar de dizer:

"Não tenho tempo pra vida
Que grita dentro de mim
Me libertar!"
(DECLAMANDO)
Hoje eu vou mudar
Sair de dentro de mim
E não usar somente o coração
Parar de cobrar os fracassos
Soltar os laços
E prender as amarras da razão!
Voar livre
Com todos os meus defeitos
Pra que eu possa libertar
Os meus direitos
E não cobrar dessa vida
Nem rumos e nem decisões!
Hoje eu preciso
e vou mudar
Dividir no tempo
E somar no vento
Todas as coisas
Que um dia sonhei
conquistar,
Porque sou mulher
Como qualquer uma
Com dúvidas e soluções
Com erros e acertos
Amor e desamor.
Suave como a gaivota
E ferina como a leoa
Tranquila e pacificadora
Mas ao mesmo tempo
Irreverente e revolucionária!
Feliz e infeliz
Realista e sonhadora
Submissa por condição
Mas independente por opinião,
Porque sou mulher
Com todas as incoerências
Que fazem de nós
Um forte sexo fraco!

(CANTANDO)
Hoje eu vou mudar
Vasculhar minhas gavetas
Jogar fora sentimentos
E ressentimentos tolos.
Fazer limpeza no armário
Retirar traças e teias
E angústias da minha mente
Parar de sofrer
Por coisas tão pequeninas
Deixar de ser menina
Pra ser mulher!
Eu vou mudar!
Eu vou mudar!
Eu vou mudar pra valer!
Eu vou mudar!
Eu vou mudar!
Eu preciso!
Eu preciso mudar!


Como não posso mudar o que não depende de mim, tento administrar um coração que bate no compasso da espera do solucionável (ta tum, ta tum, ta tum)....
Olhei bem para os móveis da sala e foi lá mesmo que exorcizei meu desejo de mudança e agora estou sentindo-me mais calma consigo respirar e aplacar a ânsia do amanhã para me posicionar no hoje, o único tempo que nos pertence.
Simples assim!